Town Downloads TV

Quinta-feira, 19.08.10

No DVD Alice no País das Maravilhas, edição de desaniversário, aparecem os bastidores do filme. Entreo o vídeo na internet, apesar de ter legendas em brasileiro, nós entendemos. É um vídeo bastante interessante, pois antes de o ver, não fazia ideia de que Walt Disney tinha um comboio de estimação. Vejam! É muito giro e esclarecedor!

 



publicado por Pii às 02:41 | link do post | comentar | favorito

Vamos pintar assim, as rosas cor de carmim.

É bom pintar, é bom passar a tinta até ao fim.

Nós pintamos assim as rosas cor de carmim.

Vamos pintar assim, as rosas cor de carmim.

É triste ver que irão morrer as rosas do jardim.

Ohhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhh

Terão um triste fim, todas assim, sim, sim, sim, sim, sim, sim

Vamos pintar enfim, as rosas cor de carmim.

 

Desculpe a vez, mas senhor Três, porquê cor de carmim?
Bem, acontece que, menina, por engano plantamos rosas brancas!
E a...
É que a rainha, sim, só quer cor de carmim
Se ela chegar, é o nosso azar, será o nosso fim.
- Que horror!
E como morrer é o fim... Pintamos cor de carmim.
- Ora esta! Eu ajudo-vos!
Vamos pintar assim, as rosas cor de carmim
Silêncio, pois senão depois, será outro motim
Mas, pintemos até ao fim.
Sim, todas de cor de carmim.
Nem azul! Nem verde! Nem roxo, enfim! Mas todas cor de carmim!


publicado por Pii às 02:36 | link do post | comentar | favorito

- Bom... quando, quando se está perdido, o que se deve fazer é ficar no mesmo lugar até que alguém nos encontre... Mas, mas quem é que me vai procurar aqui?! Ah, é um bom conselho. Mas, mas se tivesse juízo, não estaria aqui... Mas, mas comigo é sempre assim. "Muito juízo" eu sempre digo...

 

Mas eu sei que nunca, nunca sigo essas coisas que eu digo que são tão boas para mim.
Paciência eis um conselho bom, mas eu sou tão curiosa.
Se não fosse assim, tudo estaria bem...
Pois é... Lá ia eu feliz da vida, tão, tão despreocupada da mente. E, de repente, eu pensei que me enganei... Não sei...
"Muito juízo" é o que eu sempre digo, mas eu não consigo ter! Mas também é bem-feito! Que é para eu aprender.


publicado por Pii às 02:31 | link do post | comentar | favorito

- Meninas, nós vamos cantar o Jardim das Flores, porque fala de todas nós! Dê um Lá, Lili.

 

 

Lááááááááááááá

Mimimimimimimimimimimi

Lálálálálálálálálálálá

Ahahahahahahahahah

Pownpownpownpown

Borboletas e as tulipas dão beijos, enchem tudo de alegrias mil.

Todas elas pedem bons desejos, na estação primaveril.

Tantas flores, tantas cores que brilham.

Tantas violetas a cantar

As tigrinhas e os leões que brincam, levam a vida a sonhar, a vida a sonhar

As lagartas da floresta lutam como cão e gato

Margaridas boas vindas vão dar a sonhar, sonhar...

Tudo podes aprender entre as flores.

Sobretudo aquelas importantes.

Ahhhhhh, e quem cheira uma dessas flores, sente o bater do coração.

Tudo podes aprender entre as flores, sobretudo aquelas importantes.
E quem cheira uma dessas flores, sente o bater do coração.


publicado por Pii às 02:25 | link do post | comentar | favorito

- É isso! Queimamos a casa.

- Sim. Queimamos a ca... Quê?!

- Oh, não!!!

 

Oh-oh-oh! O monstro vai pagar, nós vamos defumar.

Os móveis, o que houver de pau, porque isso não é nada mau.

Nós vamos defumar, nós vamos cozinhar.

 

- Não, não! Tudo menos o meu pombal!

 

Vamos queimar-lhe o pé, torcer-lhe o nariz até!

E trás aqui e trás ali, não quero o monstro aqui!

 

- Oh... Ai, mãe. Ai, mãe...

- Traz lume...

- Lume?!

- Obrigado.

 

Não há que duvidar, nós vamos defumar!
Nós vamos defumar!
- NÃOOOOO! A MINHA CASA! OS MEUS MÓVEIS!


publicado por Pii às 02:20 | link do post | comentar | favorito

O pai Guilermino!

Primeiro verso: Toda a gente dizia "porquê" ao pai Guilermino "estás velho de mais? No entanto, tu tens dado tantos pinotes, tu achas que isso se faz, se faz, se faz, será que se faz?" E então, o velhinho dizia para o povo: "Faço isso tudo de novo, de novo, de novo, de novo."


publicado por Pii às 02:12 | link do post | comentar | favorito

- Vocês são muito gentis. Mas eu tenho de ir...

- Porquê?

- Porque procuro um coelho branco.

- Porquê?

- É que estou curiosa para saber para onde ele foi.

- Ohh... Ela é curiosa...

- As ostras também foram curiosas, não foram?

- É... E tu lembras-te do que aconteceu?

- (Choramingar) Pobrezinhas...

- Que foi? O que é que se passou com as ostras?

- Oh, tu não estás interessada.

- Mas estou!

- Oh, não. Tu estás muito apressada.

- Talvez eu possa demorar mais um pouco...

- Podes?! Óptimo!

- A Morsa e o Carpinteiro...

- ... Ou a história das ostras curiosas.

 

 

O sol brilhava sobre o mar, brilhava bem brejeiro

E ele cumpria o seu dever sem o menor receio.

Mas quando ele deu mesmo sem saber porquê, a noite estava a meio.

A Morsa e o Carpinteiro estavam um dia a passear. Tudo ia bem, mas pronto, ele queria-se afirmar.

"Sr. Morsa" disse o Carpinteiro "A coisa não vai bem. Vamos varrer até volver e isso é que convém."

"Varrer?! Oh! Então eu digo:"

"Oh, meu amigo!"

"Chegou agora a vez, de ser falar de coisas mais, de couves e de reis. Do mar que está a fervilhar de porcos e pastéis. Calou, calei, só falarei de couves e de reis.

Oh-oh! Ostrinhas bonitinhas, não querem passear? A morte é certa, a vida é bela e o sol está a brilhar."

"Se a fome nos der no caminho, podemos... mmm... Almoçar?"

"Brr"

Mas a Mãe Ostra, que não é oca, piscou o seu olhinho. E disse "Não porque é a estação de uma ostra estar no ninho. Tenham descanso. O mar é manso. Fiquem aqui" disse a Mãe.

"Sim, sim é claro, é claro, mas... Chegou a hora minhas ostrinhas senhoras, chegou agora a vez. De se falar de coisas mais, de couves e de reis. Do mar que está a fervilhar de porcos e pastéis. Calou, calei, passearei com couves e com reis."
"Muito bem, deixa cá ver... Um bom pão! É disso que agente precisa!"
"E que tal um bocadinho de molho picante, ham?"
"Ah, claro, que óptima ideia! Ah, esplêndida! Agora, se estiverem prontas, queridas ostras, podemos almoçar."
"Almoçar?!"
"Oh, sim. Chegou a hora, meus anjinhos de falar de alimento."
"De carne, pão, pimentão e outros condimentos... E mexer bem, como convém é um dos meus talentos. Calou, calei, eu comerei com couves e com reis."
"Eu, eu... sinto muito... Oh, desculpem. A gula também mata, embroa a vossa companhia me fosse muito grata."
"Ostrinhas, ostrinhas..."
Mas resposta nenhuma. Porque elas tinhas todas sido comidas. Uma a uma.


publicado por Pii às 01:38 | link do post | comentar | favorito

- Oh! Mas que bonecos mais engraçados... Tweedle Dee e Tweedle Dum.

- Se acha que somos bonecos tem de pagar, não?

- Mas se acha que somos gente, tem de cumprimentar-nos, não é?

- É lógico!

- É. Prazer em conhecê-los. Adeus.

- Começou pelo fim. As visitas quando chegam costumam dizer:

Como passou? Aperte a minha mão, a minha mão. Diga o seu nome e as coisas, e as coisas como vão?


publicado por Pii às 01:22 | link do post | comentar | favorito

Terça-feira, 17.08.10

 

Em sinal do meu protesto

Cantaremos a uma voz

Um feliz desaniversário

Um bom desaniversário

Um bom desaniversário para nóóóóósssss...

 

Um bom desaniversário para mim

Para quem?

Para mim

Para ti?

Um bom desaniversário para ti

Para mim?

Para ti!

Oh, sim!

Vamos cumprimentar-nos com uma chávena de chá

Um desaniversário paaaaaaaaaaaaaaaaaaaara tiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiii!

 

 

 

- Está cheio! Tudo cheio! Está cheio! Tudo cheio!

- Mas há imensos lugares, acho eu...

- Mas é feio sentares-te sem teres sido convidada!

- É muito feio! É muito, muito feio! É sim!

- Muito, muito feio!

- Oh, desculpem! Mas gostei de vos ouvir cantar e pensei que me pudessem dizer...

- Gostaste de nos ouvir?!

- Oh, que encantadora criança! Estou tão emocionado! Nunca nos elogiam! Queres uma chávena de chá?

- Ah, sim! O chá! Queres uma chávena de chá? Toma!

- Ah, mas que simpático! Desculpe interromper o seu chá de aniversário, mas... Obrigada...

- Aniversário?! Ahah! Não, minha filha! Não é um chá de aniversário!

- Não é, não senhor! Este sim, é um chá de desaniversário!

- Desaniversário?! Desculpem, mas não estou a perceber...

- É muito simples! Bom: trinta dias tem Setem... Não! Bem... Um desaniversário é... Se tu... Não te dão os parabéns e tu... Ahah! Ela não sabe o que é um desaniversário!

- Que tolice! Ahah! Bem... Eu vou elucidar! A estatística prova, prova que tu só tens um aaaaaniversário.

- Só um em cada ano, exactamente!

- Oh... Mas há 364 desaniversários!

- Por isso, nós vamos tomar muito chááááá!

- Então hoje é o meu desaniversário!!!

- Ai, é?

- Que coincidência!

- Bem, nesse caso...

 

 

Um bom desaniversário

Para mim?

Oh, sim!

Um bom desaniversário

Para mim!

Sim, sim! Agora sopra a vela, mas não queimes o nariz.

 

Um desaniversário feliz!!!



publicado por Pii às 17:41 | link do post | comentar | favorito

Roda, roda, roda, roda, roda, roda sem parar,

A rodar assim a nossa roupa vai secar

Pula, pula quem parar faz muito mal

Todos bem felizes nesta roda colo...

Salta, salta salta nesta grande confusão desde que me alegre não há preocupação

Gira, gira, gira por aqui e por ali

Tanta correria neste mundo eu nunca...

Roda, gira, gira, gira, roda sem parar!

A girar assim a nossa roupa vai secar...

 

- Toca a andar, assim não vais conseguir secar!
- Secar?!
- Deves rodar com os outros. É o regulamento da corrida, sabes?
- Mas como é que eu...?!
- Assim está melhor! Tu vais secar num instante!
- Ninguém pode secar desta maneira!
- Que disparate! Não vês que já tenho as penas sequinhas?
- Sim, mas...
- Toca a andar. Vá, animem-se!


publicado por Pii às 17:23 | link do post | comentar | favorito

participar

participe neste blog

Se gostaste deste blog, visita estes:


www.fspt.pt.am






Filmes-JogosPT


O meu button
Image and video hosting by TinyPic
Contacta-nos:
disneybolgue@hotmail.com